19 de Novembro de 2017 - Rodrigo Cézar Limeira - (2019 acessos) Comentário

Físico fala sobre os cuidados no uso do Benjamin (T) de tomada

O tão popular Benjamim também chamado de " T "de tomada, é um dispositivo elétrico cuja função é permitir que numa mesma tomada, vários eletroeletrônicos sejam ligados. 

 

Porque o "T " se chama benjamin? Este nome benjamin é em homenagem ao cientista e ex-presidente americano Benjamin Franklin que contribuiu com muitas invenções e estudos na História da Eletricidade.

 

O uso de benjamin é amplamente usado pelos consumidores de energia elétrica, principalmente no Brasil onde se dá pouca importância às recomendações dos projetos de instalação elétrica. A princípio, desde que tomadas todas as medidas de segurança, seu uso não é o problema. O problema é quando ele é usado de maneira inadequada.

 

Para o físico especialista em eficiência energética (economia e segurança no uso da energia elétrica) Rodrigo Cézar Limeira, o "T" deve ser utilizado seguindo alguns cuidados:

 

- Não conectar no "T" eletroeletrônicos muito potentes, ou seja, não concectar no T aparelhos que consomem muita energia elétrica, pois podem gerar sobrecarga e aquecimento no benjamim e consequentemente um incêndio.

 

Quem seriam então aparelhos elétricos potentes: secadora, forno de microondas, secador de cabelos, ferro elétrico, chapinha, pranchinha e etc...

 

Conecte ao benjamim (T) apenas eletroeletônicos pouco potentes, ou que gastam pouca energia como radio, liquidificador, ventilador pequeno, receptor de antena, tvs e etc...

 

O estudioso recomenda ainda, não concetar todas as entradas do benjamim com eletreletrônicos, ou seja, o consumidor deve deixar pelo menos uma entrada do T sem ser utilizada, também para evitar uma sobrecarga de energia. 

 

Para o físico, é necessário adquirir o "T" de tomada sempre em lojas de material elétrico especializado, seguindo as normas de segurança, já que os produtos vendidos nesses estabelecimentos vêm com nota fiscal, nome do fabricante e etc... garantindo assim maior confiabilidade na procedência do produto. O consumidor deve comprar equipamentos elétricos confeccionados seguindo normas de qualidade, isso ajuda a evitar acidentes, afirma o estudioso.

 

Evite adquirir equipamentos elétricos de forma clandestina, pois o risco de acidentes é maior. As lojas de materiais de construção geralmente trazem equipamentos elétricos com boa procedência, e que podem oferecer mais segurança ao consumidor.

 

 

Rodrigo Cézar Limeira - Portal Ciência em Foco


Social:

19 de Janeiro de 2018

Publicidade

Visitas até o momento