2 de Setembro de 2021 - Além da Energia - (1373 acessos) Comentário

Eólica e solar terão crescimento maior que outras fontes

As fontes eólica, solar, biodiesel e lixívia terão crescimento médio anual de 6,9% a.a , acima dos 2,8% de outras fontes renováveis como hidráulica (2%), carvão vegetal (1%) e cana de açúcar (2%). Dessa forma, o percentual de energias renováveis na matriz energética brasileira atingirá o patamar de 48% em 2030.

 

Os dados são do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2030 , elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Em dezembro de 2020 foi aberta a consulta pública para aprimoramento do PDE 2030. O período para as contribuições foi encerrado no dia 13 de janeiro.

 

O documento destaca ainda o crescimento na oferta de gás natural (11% em 2021 para 14% em 2030) e a redução da participação do petróleo e seus derivados na oferta interna total de energia, de 34% em 2021 para 31% em 2030.

 

Consumo determinante para evolução da oferta interna

 

A EPE estima que, em 2030, a oferta interna de energia no Brasil atinja, aproximadamente 369 milhões de toneladas equivalentes de petróleo (tep), o que representa um crescimento médio anual de 3%. De acordo com o PDE 2030, a oferta interna de eletricidade evoluirá a uma taxa média de 3,6% a.a., chegando a 2030 estimada em 909 TWh.

 

O PDE 2030 destaca que o consumo final energético é determinante para a evolução da oferta interna e “apresenta-se, ao final de 2030, em cerca de 309 milhões de tep e com taxa média de crescimento de 2,8% a.a”.

 

 

Fonte: https://www.alemdaenergia.com.br/eolica-e-solar-terao-crescimento-maior-que-outras-fontes/?utm_source=Facebook&utm_medium=Feed&utm_campaign=Tr%C3%A1fego_nordeste&fbclid=IwAR1-YYsh7XR6N21SxmCdE3lrvpfcUYcl2miR4LhymaB14X15wC39wkpfS80

Social:

18 de Maio de 2022



Publicidade

Visitas até o momento