5 de Fevereiro de 2023 - Rodrigo Cézar Limeira - (1927 acessos) Comentário


Dr. Rodrigo Cézar prevê que maioria dos grandes açudes que abastecem cidades do semiárido da PB, RN, PE e CE terão pouca recarga em 2023,

As estimativas de chuva no Brasil elaboradas pelo modelo GFS da NOAA, para os próximos 15 dias são apresentadas no vídeo.

 

Região Norte: muita chuva resultante da interação da umidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) com umidade oriunda da transpiração vegetal da Floresta Amazônica, favorecem acumulados significativos em grande parte da região;

 

 

Centro-Oeste: a perspectiva é de muita chuva no Mato Grosso do Sul, assim como também em áreas do Mato Grosso, já em Goiás os acumulados na maioria das localidades serão menores;

 

 

Região Sudeste: o triângulo mineiro, assim como o norte de São Paulo e sul de Minas serão as áreas que deverão registrar os maiores índices pluviométricos nos próximos 15 dias;

 

 

Região Sul: índices mais significativos para o Paraná e Santa Catarina dentro do período, mais uma vez o Rio Grande do Sul poderá ter pouca chuva na maioria de suas localidades nos 15 dias a seguir, ainda é evidente a irregularidade na distribuição espacial e temporal das chuvas na região, mesmo com o aquecimento observado nas águas superficiais do Pacífico, especificamente na costa do Peru e Equador, em outras palavras, os sinais do resfriamento intenso observado na região do Niño 1+2 ainda persistem na circulação dos ventos em altitude sobre a Região Sul do Brasil;

 

 

Região Nordeste: acumulados mais significativos no Maranhão, Piauí e Ceará ao longo dos próximos 15 dias, para as demais áreas, a perspectiva é de pouca chuva para a maioria das localidades.

 

Para a quadra chuvosa do semiárido da PB, PE, RN, CE, região central do Piauí e extremo norte da Bahia, a perspectiva de acordo com as condições oceânicas e climáticas é de chuvas variando entre a média e valores abaixo da média para a maioria das localidades da região, previsão do físico, meteorologista, mestre em Meteorologia e doutor em Física Rodrigo Cézar Limeira.

 

Além disso, o estudioso do clima e de várias áreas da Fisica Rodrigo Cézar Limeira, prevê um ano de 2023 melhor para lavouras de feijão, pastagens e recargas significativas nos pequenos reservatórios da região. Para a maioria dos grandes açudes que abastecem cidades da faixa semiárida dos citados estados, a perspectiva é de pouca recarga em 2023.

 

 

 

Créditos: NOAA e tropicaltidbits.com Foto da capa: Terry McGraw por Pixabay

 

 

 

Social:

23 de Junho de 2024

Publicidade

Visitas até o momento