25 de Fevereiro de 2024 - Rodrigo Cézar Limeira - (1313 acessos) Comentário


Aquecimento global e El Niño intenso motivam vendavais em alguns municípios do setor norte do Nordeste em 2024, afirma Dr. Rodrigo Cézar

Dois fenômenos de larga escala, um deles o aquecimento global que tem natureza antropogênica, e o outro natural o El Niño, podem estar por trás dos inúmeros vendavais que vêm ocorrendo esse ano no semiárido do setor norte do Nordeste afirma o físico, meteorologista, mestre em Meteorologia e doutor em Física Rodrigo Cézar.

 

O El Niño é um fenômeno oceânico-atmosférico quem também têm impacto direto no clima global.

 

Os dois fenômenos provocam elevação da temperatura média do ar, dessa forma, com o calor muito intenso na época da quadra chuvosa do semiárido do setor norte do Nordeste que dura de fevereiro a maio, o contraste térmico entre a massa de ar quente sobre o semiárido, com o ar frio das massas de ar associadas aos aglomerados de cumulonimbus, provocam deslocamento brusco de massa atmosférica, ou em outras palavras ventos fortes.  

 

Foram muitos episódios de vendavais registrados nos meses de janeiro e fevereiro de 2024 na região, cidades como Jucurutu-RN, Caicó-RN, Patos-PB, Santa Teresinha-PB, Itaporanga-PB, Cajazeiras-PB, Ouricuri-PE, Dormentes – PE e vários outros munícipios da região registraram chuvas acompanhadas por rajadas de ventos com potencial para gerar inúmeros prejuízos à população.

 

 

Portal Ciência em Foco 

Crédito: foto de Alex Costa 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

Social:

23 de Junho de 2024

Publicidade

Visitas até o momento